Top Cursos de Massoterapia
artigo

O que faz um Massoterapeuta? Aprenda Sobre Massoterapia

Última Atualização: 
29/8/2021
Clique para votar
0
votos estrela

O Massoterapeuta tem sob sua responsabilidade a aplicação de massagens terapêuticas que podem reduzir estresse físico e emocional, além de recuperar condições de saúde em casos de doenças.

Em seu cotidiano de trabalho, o Massoterapeuta emprega várias técnicas conforme a necessidade de cada pessoa. São realizadas massagens com fins de relaxamento, objetivos estéticos, massagens para controle emocional e também como tratamento alternativo para acelerar a cura de diversas patologias.

O Massoterapeuta é um trabalhador da área da saúde, mas também pode ser considerado um profissional da estética. Sua profissão envolve muitas possibilidades.

A ajuda de um Massoterapeuta nos problemas de saúde é inegável nos dias de hoje, e quem nos afirma isso é a Ciência. Diversos estudos já comprovaram a eficácia das técnicas massoterápicas.

Onde o Massoterapeuta Pode Trabalhar

Sua jornada de trabalho vai depender de suas metas profissionais. Muitos prestam serviços autônomos, garantindo-lhes um cotidiano mais livre, podendo fazer seus horários e tendo plena liberdade para escolher seus dias de trabalho.

Há os que atuam em setores privados e públicos. Para estes a jornada trabalhista já depende das condições da empresa ou instituição em que atuam.

Quem faz Massoterapia tem à sua frente um leque de oportunidades. O profissional pode trabalhar em Hotéis, Spas, Eventos, Clínicas de embelezamento, Clínicas de Saúde, em Academias e, como já dito, como autônomo atendendo a domicílio.

Também é possível atuar no serviço público e em redes públicas de saúde, uma vez que técnicas massoterapêuticas estão recomendadas entre as Práticas Integrativas e Complementares de Saúde no SUS (PICS).  

O que não faltam são opções de trabalho. Muitos profissionais massoterapeutas têm jornada dupla, trabalham em alguma empresa e ainda prestam serviços por conta própria.

O Que os Serviços Oferecem

Com suas habilidades ele pode atuar tanto na área do bem-estar mental e emocional, quanto na estética.

Seus serviços também contribuem para otimizar tratamentos médicos.

  • Promover relaxamento;
  • Eliminar estresse e nervosismo;
  • Ajudar a combater depressão;
  • Aliviar tensão nervosa;
  • Fazer massagens Shantala para acalmar bebês e aliviar cólicas;
  • Massagens modeladoras;
  • Massagem contra celulite;
  • Drenagem Linfática;
  • Diversas aplicações destinadas a melhora de patologias específicas;

O Massoterapeuta identifica qual a técnica e procedimentos mais viáveis para o auxílio de cada problema.

A Massoterapia na Ajuda de Patologias

Um profissional de Massoterapia aprende diversas técnicas que ajudam na recuperação de muitos males.

É importante frisar que o Massoterapeuta não pode diagnosticar, apontar, ou indicar um método de tratamento a doenças, pois, apesar de ser considerado um trabalhador do ramo da saúde, não tem competências profissionais ou permissão médica.

Sua formação permite identificar qual o melhor método de massagem para cada pessoa individualmente, auxiliando na melhora de muitas doenças já diagnosticadas.

A eficácia de técnicas massoterapêuticas no auxílio de situações patológicas está comprovada. Entre as situações de enfermidade em que a Massoterapia pode ajudar, estão:

  • Dores de vários tipos;
  • Problemas na circulação do sangue;
  • Edemas e inchaços;
  • Tensões;
  • Transtornos do Pânico;
  • Distúrbios do sono;
  • TAG-Transtorno de Ansiedade Generalizada;
  • Pós-operatórios;
  • Neuropatia Diabética;
  • Controle hormonal ;
  • Diabetes;
  • TPM;
  • Menopausa;
  • Artrite;
  • Reflexologia Podal para otimizar tratamento de problemas inflamatórios, distúrbios ginecológicos, alterações urogenitais e dificuldades gastrointestinais.
  • Fibromialgia
  • entre outros...

Optando por esta profissão o profissional pode vivenciar a emoção de estar ajudando e contribuindo para a saúde.

Fontes

https://nutrimassagem.com.br/pesquisa/a-massagem-combate-a-depressao/ https://aps.saude.gov.br/ape/pics http://news.ispa.com.br/blog http://news.ispa.com.br/blog/diabetes https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/17786889/ https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/23642641/

Comentários

Ainda não existem comentários neste artigo. Seja você o primeiro!

Deixe um comentário

*Não precisa fazer cadastro.
Estamos analisando seu comentário e jaja ele será publicado.
Oops! Alguma coisa está errada. Verifique os campos e tente novamente!

Siga-nos